Quem Somos

 

Centro Comunitário Paroquial da Ramada é uma Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos, criada a 24 de Novembro de 1997 e com fortes vínculos de ligação à Paroquia de Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos da Ramada.
O Centro Comunitário está registado no livro nº 5 das Fundações de Solidariedade Social, sob o nº31/ 98, a fl. 161 verso, em 22 de Dezembro de 1997, sendo reconhecida como pessoa coletiva de utilidade pública.

 

A Instituição rege-se pelos seguintes objetivos:


- Promover ações de assistência, promoção e desenvolvimento, de modo a responder às carências da população;
- Desenvolver o respeito pela dignidade da Pessoa Humana, contribuindo com ações para o seu desenvolvimento moral, espiritual e cultural;
- Criar o sentido comunitário, de modo a que os indivíduos, famílias e os demais grupos da Paróquia da Ramada se tornem promotores da sua própria valorização.

Missão

Dignificar a Pessoa Humana nas vertentes Sociais, Educacionais e Espirituais.

Visão

 

O CCPR é uma Instituição dinâmica projetada para servir a comunidade, atenta às mudanças das necessidades, prestando serviços de excelência.

Valores

 

A ação do CCPR é inspirada na Doutrina Social da Igreja e assenta nos seguintes valores: Solidariedade, Caridade, Respeito, Qualidade, Proximidade e Integridade.

Política de Qualidade

 

“O Centro Comunitário Paroquial da Ramada assume o compromisso de prestar serviços que obedeçam a elevados padrões de qualidade, envolvendo os colaboradores, clientes e parceiros com vista a uma melhoria continua.”

Para tal, determina que a sua Política de Qualidade é:

  • Prestar serviços aos seus clientes com base na doutrina social da Igreja;

  • Prosseguir com a melhoria contínua e sustentada dos processos organizacionais de modo a beneficiar a comunidade;

  • Promover uma cultura organizacional capaz de estimular a motivação, o envolvimento e o comprometimento dos colaboradores, voluntários e fornecedores com vista à qualidade dos serviços prestados;

  • Garantir o cumprimento da legislação (legais, regulamentares e normativos) em vigor, aplicável às suas atividades e aos clientes;

  • A Direção assume o compromisso da monitorização do seu Sistema de Gestão da Qualidade.